» Últimas Publicações

latest

» Wordpress

Wordpress

Aplicativos

Aplicativos

Cursos

Cursos

Programação

Programação

Tutoriais

Tutoriais

VÍDEOS

Vídeos

» E-books

E-books

» Artigos

» Blogger

» Tutoriais

Templates profissionais para seu blog no Themeforest

Nenhum comentário

Ficou mais fácil criar um blog com aparência profissional sem ter que contratar um desenvolvedor web ou ter que aprender linguagens de programação para criar o seu próprio blog. Existem ferramentas on-line que lhe permite criar seu blog em poucos passos, com estilos já prontos. E existem também diversos marketplaces onde você pode adquirir templates profissionais, para qualquer tipo de site.

O nicho de seu blog é de carros, moda, esportes, culinária, artes ou tecnologia? Você vai encontrar dezenas de templates em todas essas categorias, e tantas mais, para utilizar em seu blog, eem a necessidade de se dar ao trabalho de desenvolvimento. Você só precisa adquirir [comprar] o Template e instalar em sua plataforma.

Sobre plataformas de criação de sites/blogs recomendo o Wordpress.

O Themeforest é um marketplace de venda de templates profissionais para as diversas categorias de sites e blogs existente, bem como diversos tipos de CMS como e-commerce ou sistemas como o Moodle.

  envato-banner

O primeiro passo que você precisa dar é fazer o registo no sistema da envato e com o seu login você terá acesso ao Themeforest e todas os demais marketplaces, como o Codecanion, Videohive, photodune, etc.

Para ter uma conta, registre-se no Themeforest agora mesmo. Depois de fazer seu registo e ativar a sua conta, você já pode navegar pelas categorias de sites/blogs e escolher o template que melhor adeque ao nicho de seu blog.

 A Envato segue algumas regras rígidas para que um template seja disponibilizado na plataforma para venda, e isso é uma das provas de que você vai encontrar templates de qualidade para o projeto de seu negócio online. Espero que essa dica lhe ajude a encontrar templates profissionais para o seu projeto web.

Já escolheu o template para o seu blog? Deixe seu comentário abaixo.

Código de exibição de anúncio lado a lado no Wordpress

Nenhum comentário

Exibir anúncios no site/blog não é novidade para ninguém. Se você é blogueiro já os usa, se não possui um site/blog, quantas vezes já não viu anúncios nos artigos publicados no milhares de sites que existem? Anúncios são formas de geram rendimento ao site/blog.

Posicionar anúncios é uma estratégia de ganho. Nem todos os posicionamentos do seu site/blog geram o mesmo rendimento, então vale a você testar e comprovar pelos relatórios através do painel de administração de sua conta do seu programa de afiliado, qual o posicionamento que melhor lhe gera rendimento.

Precisa de Hospedagem para seu Site? Escolha a melhor, escolha >> Hostgator

Uma das novas tendências de posicionamento de anúncios no corpo do texto é exibir dois anúncios lado a lado abaixo do título da sua postagem ou no rodapé da mesma. Mas, para isso você precisa de um código para fazer essa inserção.

Os passos são simples: o arquivo que você precisa inserir o código é o single.php ... para quem usa o wordpress esse é o nome do arquivo que você encontra dentro o diretório do template que está usando. Se você usa outro sistema de gerenciamento que não seja o Wordpress, é só você procurar pelo arquivo que puxa e exibe a postagem do seu site/blog, certo?

As dicas abaixo são especificas para quem usa o CMS Wordpress.

Inserindo via painel do seu domínio:

Acesse seu domino, ex: www.seudominio.com/cpanel, navegue até diretório raiz e procure pelo diretório wp-content/theme/seutema e procure pelo arquivo single.php e clique em editar para inserir o código.

Inserindo via painel Wordpress:

Clique na ferramenta >Aparência>Editor e procure pelo arquivo single.phpObs.: para fazer a alteração via painel Wordpress em qualquer arquivo do seu template ou plugin, você precisa dar as permissões de escrita via ftp para que seja exibida a opção Salvar, caso contrário você não conseguirá salvar a alteração feita. Lembre disso.

Após encontrar esse arquivo, procure pela seguinte linha de código php.

<h1 class=”title”><?php the_title(); ?></h1>

O mais importante é o que está destacado a vermelho. Pode ser que seu template tenha configurações diferentes, mas terá esse código, em destaque, que é o que puxa o título da postagem. Então, abaixo desse código, cole o seguinte código, fazendo as alterações informadas:

<!-- Abrir Código ADS Lado a Lado --> <div style="margin: 20px;"> <div style="float: right;"> SEU CÓDIGO 1 AQUI </div> SEU CÓDIGO 2 AQUI </div> <!-- Fecha Código ADS Lado a Lado-->

As informações de Margens <div style="margin: 20px;"> você altera o valor, aumentando ou diminuindo, de acordo com as dimensões do seu template para que um dos anúncios não seja empurrado para baixo.

As dimensões dos códigos dos anúncios recomendados para exibição nesses espaços são 300x250 ou 250x250 de acordo com as dimensões da página single.php do seu template.

Os anúncios podem ser de qualquer programa de afiliado que você usa: Google Adsense, Boo-box, Netaffiliation, Lomadee, NetLucro, ...

Espero ter-lhe ajudado. Qualquer dúvida, deixe comentário. Compartilhe o artigo no seu perfil nas redes sociais.

Configurações necessárias após instalar o Wordpress no domínio

Nenhum comentário

A instalação do Wordpress em um Servidor Local ou Remoto é um dos processos simples para quem entende um pouco de como funciona um servidor e os CMS's. Numa outra postagem falarei com mais detalhes sobre a instalação do Wordpress em um Servidor Remoto, por ser um processo um pouco mais complexo do que em um Servidor Local.

Mas, e depois de ter instalado o Wordpress e já ter acesso ao Painel, o que fazer de importante, primeiramente, para deixar a plataforma em condições básicas necessárias para começar a publicação de seus artigos? Esse artigo vai explicar dicas simples do que fazer depois do processo de instalação do Wordpress no seu domínio. Vamos aos passos:

1. Mudar a Estrutura padrão de Links do seu Wordpress

Por padrão, a estrutura de links do Wordpress vem da seguinte forma: Exemplo quando um artigo é publicado http://www.seusite.com/?p=183, onde o "p" se refere à página e o "183" o ID do post, mas essa extensão não é amiga de motores de busca, no sentido que não exibe as palavras chaves de sua publicação para indexação no Google ou outros motores de buscas como o Yahoo, Bing, ...
Para mudar isso, visite o Menu Configurações do Seu Wordpress e clique na opção "Links Permanentes".

Na opção ‘Configurações comuns’ escolha ‘Estrutura Personalizada’. Logo no campo adicione %postname%/ ou %category%/%postname%/, caso deseja associar também a categoria da postagem, e salve a alteração. Pronto. Dessa forma, em vez de exibir o "/?p=183" o link terá o título de sua postagem e a categoria.

LEIA MAIS SOBRE A ESTRUTURA DE LINKS NO WORDPRESS, NESSE ARTIGO
2. Ativar o filtro de SPAM da SKISMET

Esse plugin já vem por padrão no Wordpress, desenvolvido pelo próprio fundador e é o melhor plugin para lhe proteger de SPAMS no seu Site. Clique no Menu Plugins, e clique em "Ativar" na opção do plugin mencionado. Para que o plugin funcione você precisa de uma chave de API, gerada a partir da plataforma Wordpress.com. Se você ainda não tem uma conta lá, faça o registro, é gratuito. Depois de fazer o cadastro, visite a página do seu perfil no Wordpress.com e encontrará nas opções a chave de que precisa.

Volte novamente ao Menu Pugins no seu Wordpress, cole a chave gerada e salve as alterações. Apenas isso e seu sistema já estará protegido contra SPAM.

3. Sistema de Backup para seu Wordpress

Todo site deveria ter esse sistema instalado, assim como os servidores que armazenam milhares de Sites na Internet, como forma de proteger os dados, caso haja problemas. No Wordpress você pode fazer isso usando o Plugin gratuito Wp-db-backup. Depois de instalado e ativado, nas configurações do Plugin você determina como deseja fazer o backup e a regularidade do mesmo.

4. Alterar a Categoria Padrão de Arquivos

Por padrão o Wordpress vem com uma categoria já criada "Sem posts" ou "Sem categoria". Não é possível eliminá-la, mas você pode editá-la, dando um novo nome e atributo. Para isso, vá no Menu Posts e clique em Categorias, quando abrir, clique na Categoria "Sem Categoria" para editá-la. Feito isso, vá no Menu Escrita e verifique se a Categoria padrão foi mudada, já que ao alterar o nome, ele muda deve mudar automaticamente, se caso não acontecer, faça isso manualmente e salve as alterações.

5. Instalar o Plugin Google XML Sitemaps

Esse plugin cria automaticamente um sitemap (mapa de seu site) em formato xml para os motores de busca poderem encontrar facilmente o seus artigos e fazer a indexação. Instale o plugin, ative e configura.

6. Instalar o Google Analytics

Para isso, crie uma conta no Google Analytics, cadastre seu site e clique para gerar o código de rastreamento. Feito isso, entre no Menu Templates do seu Wordpress e na aba Editor, cole o código copiado no arquivo header de seu template header.php ... Lembre que para que o os arquivos do seu template pareça editável no painel de Wordpress, vc precisa dar permissões de escrita neles via um programa FTP, ou então vai precisar entrar no seu Cpanel de seu dominio, encontrar os arquivos de seu tema (header.php) e colar esse código.

Pelo painel do Google Analytics você poderá controlar as Estatísticas do seu Site.

7. Instalar o Plugin All In One SEO Pack

Esse plugin o ajudará na otimização de seus artigos para os motores de busca, adicionando titulos, palavras chaves e descrição. Pessoalmente creio que esse plugin deveria vir por padrão no Wordpress, mas quem sabe nas futuras edições.

8. Adicione o RSS de seu site ao FEEDBURNER.

Entre em FeedBurner, queime o link de seu Site e aguarde a liberação do seu URI. Enquanto isso você já pode copiar o URI criado e aplicar no seu Site, se seu template já vem configuração para isso é só você colar, se não procure pela link de código, parecida com a mostrada baixo, no seu header.php do seu template:

link rel=”alternate” type=”application/rss+xml” title=”título do feed” href=”endereçofeedburner” />
e faça alteração onde aparece em outra cor. Quando você queirma a url de site no FeedBurner o URI é esse http://feeds.feedburner.com/seu-uri

9. Notificação de Serviços com Pings

Essa prática é comum e vantagiosa, dando você a possibilidade de fazer pings/notificações de suas postagens automaticamente nesses diversos serviços. Vá no Menu Configurações e clique em Escrita. Navegue até o final da Página e na opção Serviços de Atualização, cole os links abaixo e salve a alteração.

Apenas isso. Segue os links:

http://blogsearch.google.com/ping/RPC2
http://api.feedster.com/ping
http://api.moreover.com/ping
http://blog.goo.ne.jp/XMLRPC
http://blogdb.jp/xmlrpc/
http://coreblog.org/ping/
http://ping.blo.gs/
http://ping.bloggers.jp/rpc/
http://ping.cocolog-nifty.com/xmlrpc
http://ping.syndic8.com/xmlrpc.php
http://ping.weblogalot.com/rpc.php
http://pinger.blogflux.com/rpc
http://rpc.blogrolling.com/pinger/
http://rpc.icerocket.com:10080/
http://rpc.technorati.com/rpc/ping
http://rpc.weblogs.com/RPC2
http://topicexchange.com/RPC2
http://www.blogdigger.com/RPC2
http://xping.pubsub.com/ping
http://api.my.yahoo.com/RSS/ping
http://1470.net/api/ping
http://www.a2b.cc/setloc/bp.a2b
http://www.bitacoles.net/ping.php
http://bitacoras.net/ping
http://blogmatcher.com/u.php
http://www.blogoole.com/ping/
http://www.blogoon.net/ping/
http://www.blogshares.com/rpc.php
http://www.blogsnow.com/ping
http://bulkfeeds.net/rpc
http://www.lasermemory.com/lsrpc/
http://ping.amagle.com/
http://ping.bitacoras.com
http://ping.blogmura.jp/rpc/
http://ping.feedburner.com
http://ping.myblog.jp
http://ping.rootblog.com/rpc.php
http://ping.weblogs.se/
http://pingoat.com/goat/RPC2
http://www.popdex.com/addsite.php
http://rcs.datashed.net/RPC2/
http://www.snipsnap.org/RPC2
http://www.weblogues.com/RPC/
http://xping.pubsub.com/ping/
http://api.blogblogs.com.br/api/ping

Você sabe o que é um CMS?

Nenhum comentário

Definição e exemplos de CMS: Content Manager System (Sistema de gerenciamento de conteúdos).

Por Miguel Angel Alvarez - Tradução de JML

Uma pergunta básica que me fizeram algumas vezes: O que é um CMS?

Tentarei neste artigo dar uma definição rápida de CMS e alguns exemplos de sistemas CMS utilizados para fazer páginas web. Em CriarWeb.com já falamos várias vezes sobre CMS, porém ainda falta esclarecer exatamente o que é: CMS são as siglas de Content Management System, que se traduz diretamente ao português como Sistema de Gerenciamento de Conteúdos. Como seu próprio nome indica, é um sistema que nos permite gerenciar conteúdos.

Em linhas gerais, um CMS permitiria administrar conteúdos em meio digital e para o caso particular que nos ocupa, um CMS permitiria gerenciar os conteúdos de uma web. Em outras palavras, um CMS é uma ferramenta que permite a um editor criar, classificar e publicar qualquer tipo de informação em uma página web.

Geralmente, os CMS trabalham contra um banco de dados, de modo que o editor simplesmente atualiza um banco de dados, incluindo nova informação ou editando a existente. Imaginem um jornal ou qualquer outra página medianamente complexa. Principalmente aquelas que têm que ser atualizadas diariamente ou várias vezes por dia, onde ademais, as pessoas que editam a informação não têm conhecimentos de informática.

A estes redatores se tem que facilitar o trabalho mediante uma ferramenta que lhes permita subir informações à web e classificá-las para que apareçam no lugar correto. É claro que estas pessoas não devem se preocupar com o código da página nem as particularidades de programação da plataforma onde estiver hospedada a web. Eles só devem se concentrar em escrever as notícias, ou qualquer tipo de conteúdos e logo publicá-las na página por um sistema intuitivo e rápido. Uma vez publicadas e classificadas, as informações devem aparecer na página web automaticamente, nos lugares onde o editor tiver decidido.

Uma ferramenta CMS geralmente conterá uma interface baseada em formulários, aos que habitualmente se acessa com o navegador, onde se podem inscrever os conteúdos facilmente. Esses conteúdos logo aparecerão na página nos lugares onde se indicou ao inscrevê-los. Portanto, um CMS estará composto de duas partes, um back e um front, sendo o back a parte onde os administradores publicam as informações e o front a parte onde os visitantes visualizam as mesmas.

Classificação de CMS


classificação de cms


No mundo dos CMS há centenas de possibilidades e de variantes, já seja por suas funcionalidades, casos de uso ou pelas tecnologias que se utilizam para criar as infra-estruturas para a publicação e visualização de conteúdos. Uma primeira classificação de CMS se poderia dar entre sistemas proprietários e não proprietários. Digamos que um sistema proprietário é o primeiro exemplo que podemos encontrar de CMS, visto que são ferramentas criadas à medida para atualizar uma página web. Qualquer página que se crie e inclua um sistema para atualizá-la através de formulários, ou qualquer interface que facilite a publicação, é um sistema CMS.

Nos primórdios da web, não existiam sistemas CMS, comerciais ou gratuitos, para gerenciar os conteúdos dos sites, por isso tinha-se que programar um sistema para poder atualizá-la rapidamente, próprio para essa web. Por exemplo, CriarWeb.com tem um CMS proprietário, desenvolvidos pelos criadores do site. Por outro lado, temos os CMS não proprietários (busquei alguma palavra para me referir a eles, porém sinto dizer que não a encontro. Agradeceria se alguém souber dizer "não proprietário" em uma única palavra e o colocasse como comentário deste artigo.), são sistemas que se desenvolveram através de empresas ou instituições e que se disponibilizam para que sejam utilizados para a criação de qualquer tipo de página web.

Estes CMS não proprietários são, em muitos dos casos, completamente configuráveis, ou seja, que servem para produzir qualquer tipo de web com qualquer classificação de seções e conteúdos.

Nota: Outras classificações assinalam que os sistemas proprietários são aqueles que são comerciais, dito de outra forma, criados por uma empresa e que se oferecem para seu uso em webs, sujeitos à compra de uma licença. Nesse modo de entender a classificação de CMS, os gerenciadores de conteúdos pagos seriam sistemas proprietários, embora não tenham sido feitos à medida para uma web específica, e sim que sirvam para desenvolver qualquer tipo de projeto. Os sistemas proprietários, neste caso, estariam em contraposição com os sistemas CMS gratuitos. Outra maneira de classificar os CMS seria em função da utilização dos mesmos, já seja para criar uma web empresarial, uma publicação como revista ou jornal, um blog, um sistema e-learning, um Wiki, uma loja, fórum...

Exemplos de CMS


tipos-de-cms

Já que estamos tratando um tema importante, que certamente interessará a muitos leitores, iremos publicando novos artigos em criarweb.com concernentes a sistemas CMS, pontuando e comentando alguns sistemas que tivermos a ocasião de provar. Porém, enquanto isso, podemos dar alguns exemplos de CMS populares que existem no mercado.

Vignette: http://www.vignette.com : É um sistema CMS comercial, que cá pra nós, deve ser bastante caro. É importante comentá-lo por ser o primeiro sistema CMS comercial que apareceu no mercado.

Drupal: http://drupal.org/ : Um dos CMS mais populares, neste caso gratuito e open source. Criado em PHP e com possibilidade de utilizar várias bancos de dados distintos, por padrão MySQL.

Mambo: http://www.mamboserver.com/ : Um sistema CMS livre e gratuito, criado em PHP. Pode-se ler o artigo sobre Mambo, sistema de administração de conteúdos publicado em CriarWeb.com.

Joomla!: http://www.joomla.org/ : É um CMS de código livre, também criado em PHP. Surge como uma melhora ou ampliação de Mambo

Wordpress: http://wordpress.org/ : O CMS para a criação de blogs por excelência. O mais utilizado e valorizado, também criado em PHP e gratuito.

OsCommerce: http://www.oscommerce.com/ : O sistema gerenciador de conteúdos de código livre, para a criação de uma loja mais conhecido e utilizado. Publiquei esse artigo, recomendando seu autor, como forma de agradecimento por me ajudar a esclarecer algumas dúvidas sobre esse assunto, quando eu era um iniciante.

Entenda o que é Domínio e Hospedagem Web

Nenhum comentário

Quando falamos sobre Sites na Internet, esses dois termos são imprescindíveis. Seja pago ou gratuito, precisamos de um domínio e um espaço para hospedagem.

DOMINIO:

Domínio é seu nome na Internet. Exemplo: www.mttech.info | nesse endereço, o domínio é universonline.info | o nome “universonline” é o nome que eu escolhi para esse site, por ser um Site que trata especificamente sobre Tecnologia Web de uma forma geral. Quanto mais criativo você for na escolha do nome do seu site, melhor traduzirá seu conteúdo e facilita até mesmo na hora de encontrar seu site ou decorar esse nomes. Esse nome geralmente é escolhido pelo dono do Site, de acordo com o conteúdo do seu site Site. Ex.: www.baixaki.com.com | esse é um site de downloads. O nome “baixaki”, seria “Baixe aqui”, dá a entender que naquele Site há alguma coisa para baixarmos (comumente conhecido como download). Ao visitarmos o site encontramos programas, imagens, ... para baixarmos para o nosso computador.

Outra coisa é a terminação, o que vem depois do nome do site, que identifica que tipo de site é. Ex.: www.adventista.edu.br | nesse endereço, a palavra adventista é muito vaga para determinar qual o conteúdo desse site, mas pelo domínio .edu.br, sei que se trata de um site sobre educação (.edu) e que é brasileiro (.br). No caso do nosso Blog aqui, temos .info por se tratar de um blog que traz informações sobre a teconologia Web.

E se fosse um blog hospedado no Blogger? Exemplo: universojovemadv.blogspot.com, você pode perguntar o por quê de não usar apenas .com ou .info ou .net em vez de a terminação .blogspot.com | isso porque é usado o serviço gratuito do Google para criar Blogs, o Blogger. O domínio do Blogger é blogger.com, então cada blog criado será identificado pelo domínio .blogspot.com | todos os blogs criados pelo Blogger terá essa terminação e o que vai fazer com que os blogs não estejam com nomes iguais é o nome do Blog. Ao fazer seu cadastro para criar seu Blog e você fornecer o nome que deseja que seu blog tenha, o Blogger fará uma busca pelos endereços já criados para ver se outro blog esteja usando esse mesmo nome. Se não tiver,você é liberado para continuar com o cadastro. Se tiver, você terá que escolher um outro nome, já que não pode haver dois blogs com o mesmo nome usando o domínio .blogspot.com | existem muitas opções, você escolhe o que melhor identifica com seu site ou que lhe agradar. Só não registre um domínio .edu se seu site é de Culinária. heheeh

HOSPEDAGEM:

Depois de falarmos de Domínio, precisamos falar sobre a hospedagem, porque não faz sentido você ter um nome na Internet e não ter conteúdo (arquivos do site). Hospedar, numa tradução mais comum seria “instalar como hóspede em alguma casa; abrigar; alojar” – Dic. Michaelis. Ou seja, é guardar algo em algum lugar, nesse caso falando de sites, seria um lugar onde colocamos os arquivos do nosso site (páginas, vídeos, músicas, imagens, ...).

Na internet esse lugar é chamado de Servidor Web – web porque está na internet (existem também servidores locais – numa rede sem conexão a internet ou um servidor local instalado no Windows, Linux, Mac). Servidor seria como um Disco (HD) de um computador, onde guardamos nossos arquivos. Só que no computador para acessarmos esses arquivos precisamos usar um computador logado no Windows, Linux, Mac, ... | e para acessar os arquivos no nosso site no servidor, digitamos no navegador o endereço desse arquivo (que contem as informações sobre o nosso site), aquele nome que escolhemos para o nosso site e o endereço do arquivo.

Vejamos esses exemplos:

1. Endereço para uma página web - se esse arquivo for uma página Web, abrirá em uma janela do nosso navegador. Ex.: http://www.baixaki.com.br/index.html (esse link nos levaria à página inicial do Site Baixaki.

2. Endereço para um arquivo - se for um arquivo, por exemplo, digitaríamos http://www.baixaki.com.br/downloads/cursos.pdf (esse link nos informa que tem um arquivo com o nome “cursos”, a extensão .pdf nos informa que é um documento PDF e que está dentro da pasta “downloads”.

Poderíamos entender isso da mesma forma como as pastas estão organizadas no nosso computador. Ex.: C:\Program Files\Mozilla Firefox\plugins (estou procurando alguma coisa na pasta Plugins, que está dentro da pasta Mozilla Firefox, que está dentro da pasta Program Files, que está dentro do Disco C).

Encontramos na internet diversos Sites que disponibilizam serviços de domínio e hospedagem, pagos ou gratuitos.

Vejamos alguns:

Pagos - LocaWeb ... | Gratuitos – 50Webs ...

Dicas: 1. “índex” é a página que o servidor vai apresentar quando você digita o endereço de um site no navegador. Pode ser /índex.html, /índex.htm, /índex.php, por aí vai. Se no seu servidor não tiver um arquivo web com esse nome, o link não será aberto, a não ser se você especificar no navegador o nome da página que deseja abrir, mas se tiver um arquivo com esse nome, ele será aberto. Esse nome é geralmente dado à página inicial, a página principal do site, onde encontramos links para entrar nas outras páginas.

2. Ao registrar um domínio (seu nome na internet), você não precisa comprar hospedagem no mesmo site, se bem que poderá ser viável se o site oferecesse descontos, etc. você pode comprar um domínio ou registrar um gratuito e hospedar em ou outro servidor (que não seja o mesmo onde comprou o domínio), e depois atualizar o DNS para apontar para o seu plano de hospedagem no outro servidor.
Na próxima dica traremos mais informações sobre domínio hospedagem.

Onde encontrar templates para Wordpress?

Nenhum comentário

Quando falamos sobre a plataforma Wordpress, devemos sempre lembrar que você pode ter seu Site usando o CMS Wordpress de duas maneiras. A primeira é você criar seu blog usando a plataforma wordpress.com

Nessa opção há muitas limitações e uma delas é na escolha dos templates. Você não terá o privilégio de Adicionar Novo Template de terceiros que você pode ter adquirido. Você apenas escolhe um dos templates na lista de Temas disponibilizados pelo Painel Wordpress e usar. Ultimamente já se pode comprar templates diretamente pelo Painel e poder usar, mas mesmo assim o usuário não terá controle sobre os arquivos do tema, porque não tem acesso ao seu subdomínio onde seu blog se encontra hospedado. Você só pode acessar pelo painel Wordpress. O que se torna inviável comprar um template Wordpress nessas condições. Então, os templates Wordpress que você baixar em algum site gratuitos não vai poder usá-los no seu Site usando o wordpress.com.

A segunda opção é baixar o pacote do CMS Wordpress e instalar em seu próprio domínio e você tem o controle total do seu tema e do seu blog em si, podendo instalar, editar, remover e fazer o que bem entender. Fiz uma seleção de alguns sites onde você pode encontrar templates Wordpress gratuitos e pagos: Templates para Wordpress Templates Gratuitos:

- Templates Wordpress Free http://templateswordpressfree.com.br/
- Diretório de Templates na Plataforma Wordpress http://wordpress.org/themes/
- Template Wordpress Grátis http://www.templatewordpressgratis.com.br/
- DesignRazz: seleção de mais de 225 Templates Wordpress responsivos gratuitos. http://www.designrazzi.com/2013/free-wordpress-themes/
- Simple WP Themes http://www.simplewpthemes.com/
Esses são apenas alguns sites; se você pesquisar no Google ‘templates gratuitos para Wordpress’ ou ‘templates profissionais para Wordpress’ vais encontrar milhares de sites onde pesquisar.

Templates Profissionais:

- Themeforest: uma loja da Envato para vendas de Templates dos CMS's mais populares, de entre eles, o Wordpress. Você encontra Templates para Sites Pessoais, Blogs, Notícias, Tecnologia, E-commerce, Redes Sociais, ... http://themeforest.net/popular_item/by_category?category=wordpress&ref=isaiascv
-- E se você precisa de Ajuda para instalar, configurar e traduzir qualquer Template Blogger ou Wordpress, posso lhe ajudar. -- Para Hospedagem de Sites Wordpress, recomendo a melhor Empresa, a Hostgator.

Onde encontrar Templates gratuitos para Blogger?

Nenhum comentário

Se você não é um programador profissional para poder criar seus próprios Templates para o Blogger, não se preocupe. Existem milhares de templates profissionais gratuitos na internet para você fazer download e poder usar em seu blog.

Fiz uma seleção de alguns sites onde você pode encontrar bons templates para poder usar em seu blog de forma gratuita. Segue a lista de sites para download:

- Blogger Templates: templates gratuitos para Blogger com link direto para download do arquivo .xml. Layouts com 1, 2 ou 3 colunas. Btemplates

- Deluxe Templates: esse site reúne uma das maiores coleções de templates para blogger já visto. Templates para blogs pessoais, notícias, tecnologia, viagens, negócios, música, ... http://www.deluxetemplates.net/

- Mundo Blogger: templates criados pela administradora do blog. http://www.mundoblogger.com.br/templates-gratuitos/

- +225 Best Free Blogger Templates: uma das maiores seleções que já vi, com mais de 225 templates gratuitos para blogger. Selecionados pela autora do blog Design Razzi, Jane Cross http://www.designrazzi.com/2013/free-blogger-templates/

- Template para Blogger: site de Eliazer Raizel, disponibiliza templates para a plataforma blogger, com detalhes sobre cada template, demo e link de download http://www.template-para-blog.com/

- Template-Blogspot: outro site de templates especialmente para a plataforma blogger das mais diversas categorias. http://template-blogspot.com/

Creio que na seleção de sites acima você encontrará o template ideal e gratuito para usar em seu blog.

Se buscas por Template mais profissionais, recomendo fazer uma busca no site de venda Templates profissionais, o Themeforest

Se você precisa de Hospedagem para seu Site, recomento a melhor, a Hostgator Se precisar de ajuda, instalo, configuro e traduzo qualquer Template Blogger ou Wordpress para você
© todos os direitos reservados
desenvolvido com por Isaías Cardoso